Game Over… dose

hires-1

Pois é, chegou a vez dos games.

São a menina dos olhos do marketing, da publicidade, das marcas, ONGs e até da política. Estão nos browsers, tablets, smartphones e desgastando as pontas dos dedos de milhões, sem dó.

Dizem que tudo começou com o Farmville. Não creio. Acho que vem lá de trás, com pac-man, river raid, senhor das trevas, double dragon, street fighter, mortal combat e outros títulos lendários que nos trouxeram até aqui.

O que acontece agora é que os games estão deixando o posto de próximo problema da juventude, depois das drogas, pra se tornar o grande nicho de mercado e riqueza. Afinal, combinam com tudo que tá bombando: redes sociais, sites institucionais, comunicação interna, TV digital e até com consoles… ah, é, os consoles… Bom, na minha opinião eles não morreram, não. Ainda que estejam correndo atrás do prejuízo e migrando pras mãos da garotada também (alguém aí pensou em Nintendo 3DS?).

Mas os consoles estão esperando alguma coisa pra dar o pulo do gato. Que seria…? Simples, assinatura. Peguem o exemplo da Apple (que tá demorando pra chegar nesse canto da casa da gente). Os caras revolucionaram a indústria musical criando uma loja que vende qualquer canção a míseros US$ 0,99. Just because entenderam que é a escala que faz a diferença. E é exatamente por isso, pelo preço, que a Apple Store nunca vai falir pela ação da pirataria. Sim, sim, você pode até fazer o jailbreak de seu iPhone, mas duvido que deixe de comprar um aplicativo bacana por causa de míseros trocados.

O que falta pra indústria dos games baixar os preços de seus jogos (absurdos! Ao menos no Brasil, onde com o valor de três títulos vc compra outro console)? Talvez estejam esperando a Apple entrar no jogo (trocadilho casual) e começar a lançar títulos mundialmente por míseros R$ 15,00. Imaginem um lançamento mundial de um jogo como Metroid, com direito a teaser no YouTube, nas redes sociais, nos principais portais e canais fechados de TV… Imaginem quantas pessoas baixariam o jogo imediatamente, só pra não ficar de fora desse viral global. Ainda mais com o apelo da maçã de Jobs…

Enfim, algo me diz que a indústria sabe de coisas que eu não sei. Porque tudo isso parece óbvio demais, não acha também?

Anúncios

Sobre Alex Ramôa

Just wondering...
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s